Blog

A experiência do usuário na criação de sites

Definição, importância e processo de User Experience na criação de sites focados no usuário.

a-experiencia-do-usuario-na-criacao-de-sites
 

Um dos grandes motivos de um site não fazer sucesso, é não pensar na experiência do usuário (User Experience) no momento da criação do site. Sabemos que nem todos os projetos de desenvolvimento de sites levam em consideração o que o usuário deseja e quais as suas necessidades. Para um site/loja virtual conseguir aumentar as suas chances de sucesso, não basta ter um site bonitinho e moderno, ele deve proporcionar uma experiência memorável para os usuários que navegam nele.

Entenda o que é User Experiente (UX):

O User Experiente não é uma disciplina, é uma cultura. Uma espécie de coordenação de diversas disciplinas. A usabilidade e a arquitetura de informação, temas muito abordados por profissionais da área de criação de sites, é um dos elementos do processo de UX. Ele abrange vários processos que estão inseridos em todas as etapas da criação de um produto: planejamento, desenho, desenvolvimento, vendas, pós venda, manutenção, dentro outros. Todos esses elementos deverão ser pensados focando o usuário final, e não apenas as interfaces.

Design Centrado no Usuário:

O segredo está em entender o seu público e descobrir o que eles realmente precisam ao entrar em seu site. Algumas empresas usam uma metodologia bem tradicional de teste, sendo que selecionam uma equipe para ir às ruas para recrutar pessoas comuns para realizarem testes no site e levá-las para uma sala extremamente monitorada por profissionais que tinham como missão identificar as reações dos usuários e os erros encontrados no site.

Busque observar as pessoas:

 Observe as pessoas para identificar as verdadeiras necessidades delas e procure entender como irá transformá-las em desejo, agregando valor ao seu site. Estude o projeto, encontre o público-alvo e depois vá até ele. Busque um relacionamento e procure entendê-lo para criar soluções que satisfaçam os desejos dele. Não fique apenas no “achismo”.

Estude seus usuários de perto, acompanhando-os para saber como eles acessam seu site. Identifique dados reais sobre a personalidade deles, observe como eles se comportam nas redes sociais… Enfim, as possibilidades são infinitas e podem variar a cada projeto.

Humanize seu processo:

Alguns métodos ajudam a você criar mapas mentais e organizá-los de modo mais eficientes, transformando esses dados estatísticos em algo que possa ser de fato utilizado. Assim como definir muito bem seu público-alvo de forma a criar personas, para que todos os elementos contidos em seu site sejam ideais para uma boa navegação. O ideal é que aja entre 3 a 7 personas. Essas personas deverá ter nome, idade, sexo.

Uma vez divido o público-alvo em grupo com base nos dados estatísticos, e humanizando essa etapa com a criação de personas para representar os perfis dos usuários, o processo fica mais próximo da realidade.

Depois que suas personas forem criadas, tudo deverá ser pensado em torno delas. Cenários deverão ser construídos, ou seja, situações importantes em que esses usuários fictícios estarão envolvidos. Assim, será muito mais fácil e eficaz planejar as etapas do projeto: pensar em soluções mais viáveis, no desenho da interface e em suas funcionalidades. Crie wireframes, faça testes, ajustes, teste novamente… É um ciclo.

3 perguntas fundamentais para elaborar seu projeto:

Ao elaborar um site, tenha em mente as seguintes perguntas:

  • Consigo usá-lo? (acessibilidade)
  • Devo usá-lo (utilidade)
  • Desejo ele? (emoção)

Se suas respostas forem plausíveis, seu produto estará no caminho do certo.

Comente a matéria abaixo

Compartilhe esta notícia