Blog

Desenvolvimento de e-commerce: principais erros em lojas virtuais

Erros comuns em e-commerce que acabam afetando o seu desempenho.

desenvolvimento-de-e-commerce-principais-erros-em-lojas-virtuais

Alguns erros básicos de e-commerce são necessários para dar grandes prejuízos para os lojistas, não os fazendo atingir seus principais objetivos. Mesmo que algumas lojas virtuais partindo de boas ideias e focando em mercados que realmente podem responder de forma bastante positiva a sua oferta, acabam pecando em detalhes importantes para elas.

Infelizmente, no Brasil, 60% dos e-commerces fecham antes de completarem um ano de vida. Isso se dar por uma série de erros que a Agência R8 resolveu detalhar para você. Confira:

1) Falta de Planejamento: a falta de planejamento é o maior erro que um empreendedor pode em seu e-commerce. Muitos acreditam que para montar uma loja virtual de sucesso, basta contratar uma plataforma de comércio eletrônico e cadastrar os produtos. Engando.

O empreendedor deve fazer um planejamento detalhados, como se fosse fazer de uma loja física, estruturando tudo que será necessário em seu negócio. Assim como a segmentação do público-alvo, estratégias de marketing digital, mix de produtos, logística, formas de pagamento, dentre outros. Sem um planejamento inicial, as coisas poderão ficar bem difíceis em longo, médio e até curto prazo.

Também faz parte do planejamento do seu e-commerce, o plano de negócios, onde o empreendedor deverá seguir as seguintes questões: O que vou vender? Por quanto? Para quem? Quem é o meu concorrente? Como vou divulgar? Qual o meu diferencial competitivo? Quais as ameaças, riscos e oportunidades do negócio? Quanto gastarei para iniciar o negócio (loja virtual) e quanto vou precisar para dar continuidade?

2) Falta de foco: como já falamos sobre a segmentação como uma dos itens do planejamento, ela entra neste tópico pelo fato de muitos lojistas querendo tentar vender de tudo para todo mundo, isso quase nunca dará certo para pequenos empreendedores. É necessário que o lojista se especialize em um segmento específico, pois na internet, uma pequena fatia de mercado pode representar milhares, ou até mesmo milhões de consumidores em potenciais para seu e-commerce.

3) Plataforma inadequada: um elemento muito importante para qualquer loja virtual é a plataforma de e-commerce, pois se ela não for adequada para sua loja, poderá comprometer o desempenho do e-commerce em médio e longo prazo. O ideal é um sistema que esteja de acordo com as necessidades futuras do negócio.

Dedique muito tempo para selecionar a plataforma de e-commerce que irá estruturar sua loja virtual. Paute todas as suas necessidades presentes e futuras, para poder escolher uma plataforma que lhe proporcione estabilidade pelo menos durante um período de três anos.

4) Falta de mão-de-obra qualificada: não basta um colaborador saber navegar na internet, ele precisa conhecer a fundo o gerenciamento de e-commerce, ferramentas de otimização, marketing digital, monitoramento de tráfego, dentre outros.

5) Falta de Monitoramento: outro fator que mostra que a administração do e-commerce é ineficiente é a falta de monitoramento. É imperativo monitorar e analisar os acessos, quantificar resultados de campanhas e marketing etc. Administração ineficiente leva a tomada de decisões com base em dados incorretos, muitas vezes baseada em suposições. O “Google Analytics”, bem como o próprio Painel de Controle de seu sistema de e-commerce, são o ponto de partida no monitoramento e coleta de dados gerenciais.

Comente a matéria abaixo

Compartilhe esta notícia