Blog

E-mail marketing: automatize suas ações com estratégias de triggers

Entenda melhor como funcionam as ações de triggers no e-mail marketing e sua importância.

e-mail-marketing-automatize-suas-acoes-com-estrategias-de-triggers
 

No e-mail marketing, tem se tornado comum uma estratégia bastante importante para aumentar o engajamento com uma lista de e-mails de uma empresa, o Trigger, ou gatilho, no bom português. Essa nova ação de marketing busca programar determinadas ações de acordo com o comportamento do cliente/lead.

Essa estratégia torna-se essencial para uma boa gestão de e-mail marketing, pois automatiza a comunicação e ainda tem a capacidade de manter ela personalizada, sempre criando em seu lead/cliente a sensação de ser único para sua empresa, resultando em um aumento de engajamento e vendas.

Entenda os pontos principais para um bom planejamento de suas campanhas de e-mail marketing usando o triggers.

1 – Público

Sabemos que para aumentar as chances de sucesso em suas ações de marketing, devemos conhecer a fundo nosso público alvo, e no trigger não é diferente, pois definir bem nosso público é de extrema importância.

Algumas perguntas te ajudarão a melhor pensar em como definir seu público: “com quem eu quero falar?”, “quem pode se interessar por meu produto?”. São perguntas determinantes no momento da definição do público alvo.

Impactar pessoas certas, no momento certo, com a mensagem certa, garantirá maiores taxas de retorno, impactando diretamente na conversão.

Painéis para criação de filtros mais visuais favorecem a visualização de todas as informações disponíveis. Por isso, não tenha medo de cruzar dados, mas mantenha o cuidado com o excesso na segmentação, pois os dados podem não ser consistentes o suficiente para gerar resultados satisfatórios.

 2 – Tempo

A estratégia de triggers não deve ser usada como disparos de e-mails em massa, você deve ter muito cuidado com os disparos, assim como a frequência e os horários.

Sua visão de suas campanhas deve ser bem apurada para evitar conflitos de e-mails, ou seja, você tendo várias campanhas de e-mail marketing acontecendo ao mesmo tempo, você deverá pensar bem nas datas de disparo de cada uma delas, tendo em vista que você não quer que a mesma pessoa seja impactada por vários e-mails iguais. Planeje bem o seu cronograma de disparos.

 3 – Repense a sua estratégia

Não deixa de rever as suas estratégias em alguns momentos ou até mesmo a todo tempo, se no caso precisar. Rever o assunto, arte, público, horários, frequências e etc. Saiba que todos os clientes mudam o tempo todo. Você precisa acompanhar isso.

Como os demais disparos em e-mail marketing, os triggers são, de certa forma, constantes testes de como os contatos irão interagir e quais aspectos podem ser melhorados para aumentar a performance.

Por proporcionar mais praticidade nos disparos automáticos, é muito comum que seja feito o acompanhamento inicial da demanda, mas com o dia-a-dia esse hábito se perder. É preciso que você volte periodicamente para revisar as principais métricas do e-mail e verificar se está atingindo seus objetivos. Tenha sempre um plano A, B, C ou, às vezes, até D e use-os quando necessário, com base nos resultados anteriores.

As estratégias e ações de triggers são extremamente dinâmicas e práticas, mas possui um grande potencial de performance para seu negócio. Você só precisa conhecer o seu cliente e entregar o que ele precisa. Por isso, a dica é que você não dependa delas para realizar suas campanhas diárias, mas que as considere como uma opção facilitadora.

Comente a matéria abaixo

Compartilhe esta notícia