Blog

Entenda a diferença entre Google AdWords e Facebook Ads

Saiba o que distingue as plataformas de anúncios Google AdWords e Facebook Ads.

diferenca-entre-google-adwords-e-facebook-ads
 

Há empresas que já estão acostumadas a publicar no Google Adwords de forma corriqueira. O retorno é praticamente garantido, pois, os anúncios aparecem em convergência com os do campo de pesquisa. O que significa que se um usuário digita “apartamento para alugar” na busca do Google, é possível anunciar no campo “links patrocinados” o seu imóvel.

Este tipo de anúncio no Google é muito relevante no momento em que os usuários já estão procurando por uma palavra-chave relacionada ao seu serviço ou produto, então estão mais “prontos” para a compra. No momento em que você oferece exatamente o que os usuários estão procurando e no momento em que precisam, a taxa de conversão tenderá a ser alta, além de ser fácil medir o retorno sobre o investimento.

Há outras formas de anúncios no Google, como a rede de display, onde estão os sites que participam de programas de afiliados do Google, o Google Adsense. Nele é possível anunciar no YouTube, Gmail e outros sites.

Para publicar um anúncio em suas campanhas, o empreendedor paga somente quando for clicado. Não existe valor mínimo estabelecido para uma campanha, o anunciante é quem decide até quanto está disposto a pagar. O Google ainda fornece estatísticas com estimativas de tráfego e custo de palavras-chave que ajudam no planejamento.

A ferramenta de anúncios do Google, o Google AdWords já se consolidou como líder de mercado e está presente no orçamento fixo de muitas empresas.

Facebook Ads:

Outra plataforma de anúncios surgiu com toda força nos últimos anos como uma alternativa dependendo do objetivo da empresa com uma campanha: o Facebook e o Facebook Ads, principalmente para segmentação de público.

Os anúncios no Facebook têm textos e foto que podem direcionar para seu site ou fanpage do anunciante. Se seu objetivo for divulgar a fanpage da marca, é possível promover através de histórias patrocinadas, posts patrocinados e a opção curtir.   Obviamente, o melhor lugar para promover a fanpage é dentro do próprio Facebook, quando as pessoas estão logadas e vivendo a experiência da rede social.

Para o caso de e-commerces e sites, é possível segmentar com muita precisão o público para qual você deseja direcionar seus anúncios. Pela própria característica da rede social, o Facebook permite segmentar o público por sexo, cidade, estado, idade, estado civil (status de relacionamento) profissões, interesses pessoais, etc. Da mesma forma, você consegue controlar o quanto pagar.

No Facebook Ads, a principal diferença é que o usuário está navegando pelo Feed e vê os anúncios nas laterais ou no próprio Feed, diferente do Adwords, em que o usuário está buscando pela palavra-chave naquele momento. Isso significa que apesar de muito mais direcionado para o público, o anúncio tem uma taxa menor de conversões.

Vemos como vantagem o fato de atrair clientes que estejam em estágios iniciais de interesse no produto/serviço.  Para quem está em busca de construir um relacionamento com o cliente, atrair o usuário para a fanpage pode ser o melhor negócio, não sendo tão importante a venda imediata.

Comente a matéria abaixo

Compartilhe esta notícia