Blog

Estratégias para fazer seu e-commerce vender mais

Duas estratégias eficientes para seu e-commerce passar a vender mais.

estrategias-para-fazer-seu e-commerce-vender-mais
Em tempos de uma economia instável e consumidor ainda mais retraído, o comércio precisa colocar em prática soluções efetivas para alavancar seus negócios. Duas delas, e bastante utilizadas no e-commerce, são o Cross selling e o Up selling.

Cross selling é uma técnica quando a loja oferece produtos complementares àquele que o consumidor colocou no carrinho. Tipo: o cliente selecionou uma chuteira. Em seguida, no carrinho, antes de a compra ser finalizada, são oferecidos outros três produtos que se relacionam com o item inicial, como um par de meiões, um par de caneleiras e um calção de jogo.

É essencial que estes produtos não elevem muito o valor da compra. Além de disponibilizá-los por si só, a loja ainda poderia trabalhar com a opção de combos. Se a chuteira custou R$ 220 e o preço original dos meiões é R$ 38, a dupla sairia por um desconto de 20%, aumentando as chances de compra.

É uma estratégia em que o cliente fica livre para escolher a opção desejada. Caso a primeira opção fosse selecionada, a página deveria se estender com uma caixa de seleção com o número de opções para que o cliente pudesse escolher quantos produtos gostaria incluir no seu combo.

É fundamental ressaltar que o Cross Selling é o tipo de técnica válida para beneficiar os dois extremos da relação comercial, dessa forma, a ação precisa ser vantajosa tanto para o consumidor quanto para a empresa. Isso tudo precisa de avaliações e estudo de viabilidade real, mas que não deixa de ser inusitada e diferente do que se vê por aí.

A segunda estratégia, o Up Selling, consiste na melhora da venda. O cliente visita a loja e seleciona determinado produto. Em seguida, antes que a compra seja finalizada, a loja oferece a ele um modelo superior com algum desconto, que faça valer a pena o fato de desembolsar um pouco mais. Sigamos com o exemplo anterior, um e-commerce de artigos esportivos. O cliente acessa o site e coloca determinada bicicleta em seu carrinho. Em seguida, durante o processo de checkout, a loja sugere um outro modelo, superior, mais novo e com um desconto bacana.

Em um exemplo: “Ei, vimos que você gostou dessa bike… Mas que tal essa, superior, mais moderna e com um desconto legal?”. O sistema poderia ainda disponibilizar um espaço de “troca” na mesma página, por exemplo: “Ok. Eu quero trocar meu produto por essa sugestão!”. O cliente clicaria nesse botão e a página se estenderia com caixas de seleção para ele definir cor/modelo, etc. Em seguida outro botão: “Confirmar essa troca” e, assim, o cliente seria automaticamente redirecionado para o carrinho de compras, para cumprir a etapa de checkout e confirmação da compra. Assim o processo seria agilizado e facilitado, o que, consequentemente, aumenta as chances de conversão.

Comente a matéria abaixo

Compartilhe esta notícia