Blog

Funil de Marketing e Funil de Vendas são a mesma coisa?

funil de marketing e funil de vendas

O Funil de Marketing e o Funil de Vendas são dois conceitos que qualquer empresa que está começando a trabalhar o Inbound Marketing irá se deparar. Muitos se confundem com os dois, mas neste artigo você irá descobrir que eles não são a mesma coisa, apesar de serem complementares.

Inbound marketing é a criação e compartilhamento de conteúdo, focado em um público-alvo determinado, com o intuito de comunicar-se com o potencial cliente de forma direta desenvolvendo, desta maneira, um relacionamento duradouro. Ou seja, é uma estratégia utilizada para que os clientes encontrem a sua empresa, atraídos pela sua mensagem – um marketing de atração. Desta forma, você pode apresentar soluções para os problemas do seu público e transformá-lo em clientes ou até mesmo promotores da sua marca. 

Nesta trajetória do inbound marketing é que o seu cliente irá passar tanto pelo funil de marketing quanto pelo funil de vendas. Para começar a diferenciar os dois, devemos entender primeiramente o que faz o time de marketing e o que faz o time de vendas.

O time de Marketing é o responsável por criar e executar as estratégias de captação de clientes para transformá-los em leads. Com o intuito de desenvolver um relacionamento com o potencial cliente, o marketing irá criar e alimentar com conteúdos ricos sua audiência.

O time de vendas, por sua vez, ao receber o cliente do time de marketing, faz a apresentação da proposta e segue com a negociação até o fechamento da venda.

Podemos então, desta relação, desenhar esse funil:

Vamos agora entender cada um.

Funil de Marketing: o que é?

Este funil é composto por 4 fases quando falamos de inbound marketing. São elas:

  1. Atração de visitantes (consciência)
  2. Conversão de leads (interesse)
  3. Relacionamento com os leads (consideração)
  4. Vendas/Clientes (decisão)
Funil de Marketing

Para desenvolver a atração, o time de marketing vai trabalhar diferentes formas para atrair um cliente. Dentre elas podemos destacar: Mídias Sociais, SEO e Email marketing, por exemplo.

Para a conversão, devemos fazer com que o cliente desenvolva uma ação para se tornar um lead, ou seja, alguém que esteja interessado naquele conteúdo que você está produzindo. Para tal, o cliente pode se inscrever na sua lista de emails para receber novidades, se inscrever no seu canal, realizar um cadastro em uma landing page para receber um material rico, etc.

Na etapa do relacionamento você deve criar e entregar conteúdos aos leads para que eles avancem em sua jornada de compras. É neste momento que você demonstra que o seu potencial cliente tenha um problema para o qual você tem a solução.

No último estágio do funil de Marketing encontramos a venda. Nesta etapa, o lead já foi qualificado e entregue à equipe de vendas. Neste momento, o time de marketing recebe o feedback dos vendedores para entender e produzir mais materiais e conteúdos para sanar todas as dúvidas e questões do potencial cliente.

Funil de Vendas – saiba mais!

É neste momento que damos o pontapé inicial no funil de vendas. Ele é composto por 5 etapas:

Funil de vendas

A qualificação é o processo realizado pelo vendedor de avaliar as informações recebidas pelo time de marketing realmente fazem o cliente ser apto de receber uma abordagem de venda. Caso não seja um lead qualificado para a venda, este deverá ser devolvido ao funil de marketing para que receba mais informações e desenvolva maior interesse na marca e/ou produto.

A partir do momento em que o time de vendas atua ativamente com o cliente, fazendo um primeiro contato, por exemplo, é aí que ele migra para a etapa do Briefing no funil de vendas. No momento do briefing, nós poderemos conhecer o que o cliente quer e precisa para podermos criar uma proposta para atendê-lo.

Montada a proposta ela é apresentada ao cliente que irá verificar se esta atende suas necessidades. E então, inicia-se o processo de negociação. É neste momento que o cliente irá comparar a sua proposta às outras que ele encontra no mercado. São nessas etapas do funil que o time de vendas trabalha com mais afinco com o intuito de chegar ao tão desejado fundo de funil.

É no fechamento que o cliente vai falar o tão sonhado sim ou vai finalizar a compra e realizar o pagamento no checkout de seu e-commerce, por exemplo.

Viu só? Os dois funis são diferentes, sim, mas ambos caminham juntos para um objetivo comum: atrair clientes e fechar as vendas. Conhecendo todas essas etapas da jornada de compra do seu consumidor faz com que você esteja mais atento e desenvolva estratégias que irão converter em mais vendas.

Precisa de ajuda para criar o seu funil de marketing e vendas? Conte com a gente: www.agenciar8.com.br .

Comente a matéria abaixo

Compartilhe esta notícia