Blog

Gestão de SEO: fatores relevantes para o ranqueamento do seu site

Fatores importantes para o posicionamento de um site no Google na gestão de SEO.

gestao-de-seo-fatores-relevantes-para-o-ranqueamento-do-seu-site
 

Na gestão de SEO, é um fato que fatores relevantes para o ranqueamento sempre são especulados por profissionais da área, apesar de o Google não deixar claro algum deles.

Elementos técnicos na programação de um site é o mais comum de vermos em sites e blogs especializados em marketing digital. Porém, devemos dar atenção a alguns fatores simples, mas relevantes para uma boa gestão de SEO em seu site.

São fatores de ranqueamento que geralmente são deixados de lado, por serem julgados sem muita relevância, porém, fazem total diferença na hora da análise feita pelos robôs de busca do Google. Confira:

Velocidade de carregamento das páginas:

Estudos mostram que os sites que estão nas primeiras posições têm ótimo desempenho e tendem a carregar rapidamente para os usuários que neles navegam, tanto nas versões desktop quanto na mobile. O que é um fator óbvio na otimização de um site, tendo em vista que o Google sempre trabalha para dar aos usuários os melhores sites possíveis em seus resultados de busca, e um site lento, com problemas de carregamento, definitivamente, não é o mais atraente para o gigante das buscas.

Backlinks:

Apesar de especialistas afirmarem que essa prática está declinando, os backlinks continuam influenciando muito no posicionamento de um site no Google. A quantidade e a qualidade dos links que apontam para o site/domínio são de suma importância.

Palavra-chave no domínio:

É fácil percebermos que existe uma relação entre o posicionamento e o domínio exato (contendo a palavra chave que foi pesquisada pelo usuário). Mas essa correlação está mais ligada aos backlinks que esses domínios recebem, com texto âncora exato, do que o domínio propriamente dito.

 

Mídias sociais:

Devido ao sucesso das mídias sociais, muito se houve falar que elas influenciam no posicionamento de um site no Google. Estudos realizados pela Moz aponta que existe uma correlação para as páginas com um alto nível de engajamento nas redes sociais (compartilhamentos, curtidas, retweets e +1s). Porém, acredita-se que o Google não usa diretamente esses dados em seus algoritmos. É como se fosse um processo de causa e efeito – quanto melhor a página, mais ações nas redes sociais acontecerão.

Mobile:

Em 2015, o volume de buscas mobile ultrapassou, pela primeira vez, o volume de buscas feitas por dispositivos desktop. Já é uma realidade na vida da maioria das pessoas fazer as coisas via dispositivos mobile (celular e tablet), mas uma grande parte das empresas não está pronta para essa realidade.

O Google liberou no ano passado (2015) uma atualização em seus algoritmos que foi popularmente apelidado de “Mobilegeddon”. Essa atualização penaliza sites que não têm um bom desempenho no mobile e beneficia páginas com uma versão mobile eficiente, seja um site mobile separado do desktop ou um site responsivo, apesar de ter declarado que tem certa preferência por sites responsivos.

Comente a matéria abaixo

Compartilhe esta notícia