Blog

Quais são os tipos de anúncios que o Google proíbe ou pune?

Se você vai começar usar o Adwords como uma fonte de tráfego e geração de leads, precisa conhecer bem as regras. Fazer certos anúncios no Google pode prejudicar significativamente sua estratégia de marketing digital. Isso acontece porque há assuntos proibidos, que podem resultar em punições para o seu site.

Quer saber quais assuntos são esses e o que significa ser punido pelo Google? Então, leia este artigo até o final. Você vai ficar pronto para começar sua estratégia com as mídias pagas — sem surpresas negativas.

Quais anúncios são proibidos no Google?

Alguns anúncios no Google são proibidos e, além de não serem publicados, podem gerar alguma punição para o seu site. Veja abaixo alguns exemplos.

Produtos falsificados

O Google não vai apoiar a pirataria, que além de prejudicar comerciantes, fabricantes legais ou artistas, podem oferecer algum risco ao consumidor.

Documentos falsos

Por se tratar de prática ilegal, o Google também não permite anúncios relacionados aos documentos falsos, como declarações, carteiras de motoristas etc.

Produtos que ofereçam risco à vida

Anúncios de explosivos, armas de fogo ou brancas, venenos ou de qualquer outro produto perigoso são proibidos. No caso de facas, por exemplo, os algoritmos conseguem identificar se a intenção é divulgar um utensílio para cozinha ou uma arma. Até os fogos de artifícios se enquadram nesse tópico.

Conteúdos de black hat SEO

Esses os são anúncios que direcionam o cliente para conteúdos que praticam, ensinam ou influenciam pessoas a usarem práticas irregulares para SEO. Por questões óbvias, também são proibidos — o algoritmo do Google prioriza conteúdos úteis e relevantes. Se o site ganha uma posição de forma desonesta, está prejudicando a experiência do usuário com a ferramenta de busca.

Além desses tipos, podemos citar os conteúdos eróticos, drogas, empréstimos, criptomoedas ou serviços de hackers, por exemplo.

Como o site pode ser punido por causa de um anúncio no Google?

Por mais que estejamos falando de anúncios, as penalizações vão prejudicar não somente a as impressões da campanha, mas também a otimização do site como um todo nas páginas de busca.

Apesar de não haver um padrão ou manual para seguirmos, conseguimos identificar algumas penalizações baseando-nos em reclamações que já ocorreram. São elas:

  • redução do Page Rank;
  • perda de 30, 50 ou 950 posições no ranking de buscas;
  • desindexação da página do motor de busca;
  • desindexação do domínio do motor de busca;
  • dificuldade de indexar novas páginas;
  • dificuldade de posicionar novos conteúdos.

Com qualquer uma dessas punições, as suas estratégias para alcançar tráfego orgânico poderão ser radicalmente prejudicadas. Por mais que você continue aplicando todas as regras para otimizar as suas páginas, o SEO (Search Engine Optimization) do seu site vai por água abaixo.

As punições do Google são definitivas?

Nos casos em que já houve a punição, você consegue revertê-las. Há aquelas que são comunicadas ao proprietário do site com as justificativas (manuais) e as que são automáticas, feitas pelos bots.

Para ambos os casos, recomendamos que consulte as políticas do Adwords e as diretrizes do Webmasters para checar o que causou a penalização

Faça uma checagem em todo o site e corrija tudo que pode estar sendo considerado como black hat. Avalie, prioritariamente, a experiência do cliente no site.

Lembre-se de que o Google vai levar isso em consideração. A usabilidade do site, a relevância e utilidade dos conteúdos são essenciais para que o site consiga recuperar o posicionamento.

Após os ajustes, se as penalizações tenham ocorrido manualmente, envie um pedido de reconsideração ao Google. Se tiverem sido automáticas, é necessário que aguarde com paciência a recuperação de posicionamento.

Agora que já sabe como não ser punido por um anúncio do Google, já pode começar a usar essa ferramenta, com segurança, a seu favor.

Para completar, a gente separou um artigo que vai te ensinar a usar os links patrocinados para alcançar o primeiro lugar no Google. Acesse já e monte uma estratégia completa de SEO para o seu site.

Comente a matéria abaixo

Compartilhe esta notícia